Receba todas as nossas novidades e conteúdos exclusivos

Início Conteúdos > Série Naturalistas > Peter Lund

Série Naturalistas - Lund
Peter Lund                                  Postado dia 08/04/2021Naturalista dinamarquês referência na história da paleontologia no Brasil. Peter Lund também realizou pesquisas importantes para as áreas da botânica, zoologia e arqueologia.









Se no Mito da Caverna, de Platão, o homem deveria sair da caverna para entender melhor o mundo em que vive, Peter Lund mostrou que é na própria caverna que estão muitas das respostas que procuramos!

Apesar do Mito da Caverna ser uma alegoria e não dizer exatamente isso, fato é que Peter Lund, a partir de seus estudos em cavernas, se tornou conhecido como o Pai da Paleontologia Brasileira!

Mas afinal, quem foi esse dinamarquês que fez história aqui no Brasil?

A história de Peter Lund, um menino curioso filho de uma família abastada de comerciantes, inicia-se em 1801, com seu nascimento na cidade de Copenhagen, capital da Dinamarca. Aos 17 anos (1818) Peter iniciou sua graduação em Medicina e Letras, na Universidade de Copenhagen, apesar de seu interesse pela área da História Natural.

Série Naturalistas - Lund

A princípio, Lund veio para o Brasil em 1825, para estudar sobre plantas medicinais. Segundo Ana Paula Marchesotti, mestre em história pela UFMG, que foi citada por Bianca Godói, estudante de história da PUC Minas:

"Lund viu-se atraído pelo Brasil pelos diversos relatos de viajantes que o precederam, pela riqueza de possibilidades científicas que o país apresentava e pelo clima propício à sua delicada saúde. Diante disso, o jovem dinamarquês de 24 anos desembarcou pela primeira vez em solo americano
em dezembro de 1825."
(MARCHESOTTI, 2005 citada por GODÓI, 2020).
 
Após essa visita que durou 4 anos, Lund retorna para a Europa com diversos espécimes vegetais e animais. Lund chegou, inclusive, a doar parte de sua coleção para museus da Europa. Sua volta significou um importante marco em sua carreira, pois colocou-lhe em contato com os temas mais discutidos pela comunidade científica e com os pesquisadores mais influentes da época, como Alexander Humboldt , Ampère e Cuvier.

Série Naturalistas Lund
Todavia, após o falecimento de sua mãe, em 1832, Lund decide retornar para o Brasil e a se dedicar à pesquisa botânica. Quando chega ao Rio de Janeiro (RJ), em 1833, Lund é surpreendido por um cenário político-social instável, referente ao Período das Regências, que dificulta o andamento de seus estudos, mas não o faz desistir.

Em sua viagem do RJ para Minas Gerais (MG), movido por sua pesquisa na área de estudo das plantas, Lund chega com seu colega Riedel, em Curvelo (MG). Lá, se hospedam na fazendo do dinamarquês Peter Claussen, que foi essencial para a mudança de foco nas pesquisas de Lund, pois:

"Claussen mostrou aos visitantes as ossadas que encontrara nas cavernas próximas e os levou in loco para vislumbrarem as belezas das profundezas do solo brasileiro. " 
(MARCHESOTTI, 2005 citada por GODÓI, 2020).
Série Naturalistas: Lund

Pouco tempo depois, nessa mesma fazenda, Lund realiza suas primeiras escavações e relata:

"Meus companheiros permaneceram durante muito tempo mudos à entrada deste templo; depois, involuntariamente, se ajoelharam e, persignando-se, exclamaram, diversas vezes: ‘Milagre! Deus é grande!’ Foi-me impossível dissuadi-los da idéia de que este templo devia servir de morada a Nosso Senhor. Quanto a mim, confesso que nunca meus olhos viram nada de mais belo e magnífico nos domínios da natureza e da arte."
(LUND, op.cit, p. 75 citado por GODÓI, 2020).
 
Movido a um desentendimento com Claussen, proprietário da fazenda, Lund segue para Lagoa Santa, no interior de MG, em busca de novas cavernas. Seu sucesso foi tamanho que nessa cidade ele se fixou e construiu sua fama.

Série Naturalistas: Lund
Aqui, vemos a importância da cidade para a carreira do naturalista:

“As cavernas cársticas das
redondezas de Lagoa Santa foram os sítios específicos nos quais os conhecimentos
científicos de Lund foram desenvolvidos”. 
(MARCHESOTTI, 2005 citada por GODÓI, 2020).

Escavando os "maciços calcários" de Lagoa Santa, Lund encontrou fragmentos importantes da pré-história do Brasil: foram achados mais de 800 sítios paleontológicos, diversos fragmentos e ossos completos pertencentes à dezenas de gêneros e espécies. Além de suas ricas descrições, Lund comentou sobre as mudanças ambientais que teriam ocorrido desde o Pleistoceno.

Mas, além disso, Lund também foi golpeado pela sorte e, em 1840, após uma grande estiagem, ele conseguiu acessar o interior da Lapa do Sumidouro, uma gruta que estava inundada na maior parte do tempo. Lá, ele encontrou fósseis humanos... e o mais intrigante: em estado de decomposição muito semelhante, ele encontrou fósseis de animais pré-históricos (mais especificamente, um cavalo)!
Série Naturalistas: Lund

Não achou isso intrigante?!

Bom, na época, as crenças religiosas e alinhadas ao Catastrofismo (teoria elaborada por Cuvier), sugeriam que o homem teria surgido recentemente no planeta, após uma catástrofe que teria eliminado seres "inferiores", como os animais da Megafauna. Mas então, se isso fosse verdade, como seria possível ambos os achados fósseis indicarem idades semelhantes?

Essa conclusão fez as ideias de Lund circularem nas mentes da Europa e da América do Norte, recebendo algumas críticas mais tarde, devido ao conhecimento de novas tecnologias. Após 10 anos estudando e trabalhando na área da Paleontologia, Lund encerrou suas escavações em 1845 e enviou suas coleções para a Dinamarca.

Série Naturalistas: Lund
Hoje, cartas trocadas por Lund e peças encontradas pelo naturalista encontram-se em museus da Dinamarca. Além de sua imensa importância para a Paleontologia e contribuição para "colocar Lagoa Santa no mapa", Lund teve influência sobre diversas pessoas.

Após encerrar suas atividades exploratórias, Lund acolhe Eugenius Warming , logo após se formar - sendo atualmente conhecido como um dos fundadores da Ecologia Vegetal -, ajuda pessoas da comunidade com seus conhecimentos sobre medicina e ainda participa de algumas atividades culturais da região. Lund deixou para trás, após sua morte em 1880, o ex-escravo e seu filho adotivo Nerêo dos Santos, para quem deixou sua herança. 

"Lund fez de seus achados fósseis uma fonte de questionamentos sobre a história da Terra e da vida. Diferentemente dos naturalistas que o antecederam, Lund não achou os fósseis, ele os procurou e lhes deu sentidoElaborou perguntas, formulou hipóteses e buscou respostas. Por isso é hoje reconhecido como Pai da Paleontologia Brasileira." 
(MARCHESOTTI, 2005 citada por GODÓI, 2020)
Série Naturalistas: Lund

Mesmo após a morte, os feitos do naturalista dinamarquês reverberam e são lembrados principalmente na cidade de Lagoa Santa. Atualmente, em sua homenagem, há um pequeno museu intitulado "Museu Peter Lund", onde estão expostos, entre outros fósseis, 80 espécimes encontrados por Lund, emprestados do Museu Natural de Copenhagen.

Outra forma encontrada para nutrir a economia local foi a criação da "Rota das Grutas Peter Lund", que integra um passeio turístico e fornece aos visitantes a chance de entrar em grutas onde Lund dedicou grande parte de seu tempo e fez suas maiores descobertas!

Lund também foi bastante assertivo em sua análise sobre a questão ambiental, tendo escrito ao rei dinamarquês, Cristiano, que: "tudo seria muito diferente se a luz benéfica da ciências guiasse os trabalhos da indústria".

E, para você que curtiu o trabalho desenvolvido pelo naturalista, temos duas indicações de vídeos relacionados ao assunto:::


                                                                                                                               Texto de Isabella Azevedo




  • Para aqueles(as) que se interessaram pelo ambiente de estudo do naturalista Peter Lund, dá só uma olhadinha nessas dicas do Felipe Fonseca - biólogo, mestre em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre e um dos fundadores da Bocaina

    Ele chama a atenção para a importância da multidisciplinaridade na conservação de cavernas.

Nesse vídeo, Patrícia Reis, bióloga e mestre em geografia, conta pra gente o que é o PAN Cavernas do São Francisco, quais são seus objetivos e metas. 

De forma simplificada, o PAN consiste em uma ferramenta super importante e se refere ao Plano de Ação para a Conservação do Patrimônio Espeleológico nas Áreas Cársticas da Bacia do Rio São Francisco, elaborado pelo ICMBio





  • Neste vídeo, o Instituto Semeia faz uma compilação de conteúdos sobre a Rota das Grutas Peter Lund, que engloba o Parque Estadual do Sumidouro, o Monumento Natural Gruta Rei do Mato e o Monumento Natural Peter Lund, totalizando 2.428 hectares da Rota.

Lorem ipsum dolor,sit amet consectetur adipisicing elit.

Referências:

> GODÓI, BR. As descobertas de Peter Lund e as contribuições de seu legado científico para a arqueologia mineira. Revista do Instituto de Ciências Humanas vol. 16, nº 24, 2020.

> Rota das Grutas Peter Lund. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=P2WD_ZwmAhg>. Acesso em: abril de 2021.

> Rota das Grutas Peter Lund: a Gruta da Lapinha, em Lagoa Santa. Disponível em: <http://www.mineirosnaestrada.com.br/gruta-da-lapinha/>. Acesso em: abril de 2021.

> Serviço Geológico do Brasil - CPRM. Peter Wilhelm Lund. Disponívele em: <http://www.cprm.gov.br/publique/Redes-Institucionais/Rede-de-Bibliotecas---Rede-Ametista/Peter-Wilhelm-Lund-532.html>. Acesso em: abril de 2021.

Créditos das figuras:

Figura 1
> Peter Wilhelm Lund, Danish zoologist. 1801-1880. I.W. Tegner (1815-1893) and Adolph Kittendorff (1820-1902). Domínio Público.

Figura 2
> "Gruta do Maquiné - Entrada com o Poço dos Desejos" by Sylvio Bazote is licensed under CC BY-NC-SA 2.0

Figura 3
> "Gruta da Lapinha - Lagoa Santa (MG)" by Sylvio Bazote is licensed under CC BY-NC-SA 2.0

Figura 4
> "Entrada da Gruta da Lapinha - Lagoa Santa (MG)" by Sylvio Bazote is licensed under CC BY-NC-SA 2.0

Figura 5
> "Expédition en Mongolie : sur les traces de l'homme de Salkhit" by museumdetoulouse is licensed under CC BY-ND 2.0

Figura 6
> Placa em homenagem a Peter Wilhelm Lund, Museu Nacional/UFRJ, Rio de Janeiro, Brasil. Author: Dornicke. Creative Commons Attribution-Share Alike 4.0

Figura 7
> "Museu da Gruta do Maquiné - Peter Wilhelm Lund" by Sylvio Bazote is licensed under CC BY-NC-SA 2.0

QUEREMOS OUVIR DE VOCÊ

1
Clique em "Curtir" e seja notificado sobre nossas novidades
2
Inscreva-se e seja notificado quando postarmos mais vídeos
3
Deixe sua dúvida ou comentário!