Receba todas as nossas novidades e conteúdos exclusivos

Início Conteúdos > Série Naturalistas > Johann von Spix

Série Naturalistas - Johann Spix
Johann von Spix                         Postado dia 29/04/2021Naturalista alemão. Veio ao Brasil como integrante da comitiva de Maria Leopoldina. Foi o primeiro zoólogo a explorar a região amazônica. Seus estudos resultaram em obras importantíssimas, como Reise in Brasilien, com registros da fauna e flora.









Já dizia a estilista Dorian Corey: todos querem deixar uma marca no mundo. Mas, já imaginou deixar uma marca tão intensa, capaz de influenciar pessoas por séculos? Johann von Spix é uma das pessoas que conseguiu isso e muito mais... de espécies a ruas e eventos, muitas coisas foram nomeadas em sua homenagem.

Johann Spix nasceu em fevereiro de 1781, na Alemanha. Diferentemente do que vemos com a maioria dos naturalistas, Spix nasceu em uma família simples, que não dispunha de muitos recursos. Aos 11 anos, entrou na Escola Episcopal de Bamberg, sendo posteriormente transferido para o Seminário Episcopal. Na adolescência, Spix certamente levou uma vida acadêmica agitada, dado que, aos 19 anos, já era doutor em filosofia. Mas, não satisfeito, também cursou Medicina e Ciências Naturais, conquistando o título de doutor em medicina, aos 26 anos.
Série Naturalistas - Johann Spix
Pouco depois de formar, em 1808, Spix foi convidado pelo rei Maximiliano José I para organizar o Gabinete de Zoologia, da Academia Real de Ciências da Baviera, em Munique. O rei ainda, investiu na educação de Spix, custeando dois anos de estudo na capital da França, uma referência da zoologia na época. 

Após o período de especialização, Spix finalmente assumiu o cargo, em 1810. Lá, ele realizou importantes estudos sobre anatomia comparada e morfologia. Inserido nesse ambiente, Spix teve a oportunidade de conviver com personalidades conhecidas e, algumas delas, já foram até tema do nosso blog! Dentre elas, estão Georges Cuvier, Jean amarck e Auguste de Saint-Hilaire .

Com sua vasta experiência e reconhecimento internacional, Spix foi escolhido para integrar a comitiva da arquiduquesa Maria Leopoldina - futura esposa de D. Pedro I -, na missão Austro-Bávara. Foi então que, em 1817, Spix chegou ao Rio de Janeiro e, juntamente com sua equipe de cientistas - formada inclusive por um naturalista do qual já falamos por aqui, o Carl von Martius ! -, explorou o Brasil ao máximo! Eles viajaram por sete estados, tomando anotações de tudo o que podiam observar: desde a vegetação e os animais que encontravam, até sobre as pessoas!
Série Naturalistas - Johann Spix


Essa atenção ao entorno lhes rendeu uma fama valiosa, pois como resultado, Spix e alguns colegas elaboraram um estudo publicado em três volumes: "Reise in Brasilien" (Viagem pelo Brasil), o qual, segundo o professor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, Willi Bolle, é "o livro mais importante em língua alemã sobre o Brasil", segundo citação da Agência Brasil. A notória importância do livro resultou ainda, em sua versão digital, disponibilizada pela biblioteca digital do Senado, podendo ser acessada aqui. É importante ressaltar que o livro não foi traduzido e, por isso, está em alemão.

Série Naturalistas - Johann Spix

Spix ainda trabalhou descrevendo animais dos mais diferentes grupos, desde mamíferos à anfíbios. Mas não só esses! Os insetos e os moluscos não passaram despercebidos pelos olhos curiosos do naturalista. 

Seu trabalho foi tão notável que, em 1832, o cientista Johann Wagler incorporou o nome de Spix ao nome científico da ararinha-azul. E, assim, surgiu o nome Sittace spixii, uma homenagem à primeira pessoa que descreveu a espécie. Mais tarde, esse nome foi alterado para Cyanopsitta spixii, e hoje, refere-se a uma espécie extremamente ameaçada, encontrada apenas em cativeiro.

Outro fruto de seu trabalho, foi um rico inventário sobre a fauna brasileira, desenvolvido por Spix ao retornar para a Europa.

Série Naturalistas - Johann Spix

Quanta às observações de Spix sobre os povos indígenas, elas também foram extremamente importantes, dado que rompem com percepções equivocadas da época. Segundo a historiadora Cláudia Witte, citada pela Agência Brasil:

"Ali [após presenciar um ritual de uma ex-escrava indígena] eles perceberam que não só existia uma crueldade no processo da escravização entre os próprios indígenas, como também existia maldade entre eles. E nesse momento, eles conseguem enxergar os indígenas como seres humanos".

Apesar da instigante expedição, Johann Spix precisou retornar para a Alemanha, em 1820, com a saúde fragilizada devido à enfermidades tropicais, contraídas na Amazônia. Chegando na Alemanha, Spix teve a honra de receber o título de cavaleiro, devido ao incrível trabalho realizado no Brasil. E, a partir de então, Johann Spix passou a se chamar Johann von Spix, sendo o "von" referente a esta denominação de nobreza.

Série Naturalistas - Johann Spix
Seus relatos antropológicos inspiraram muitos pesquisadores depois dele, servindo ainda como base para pesquisa. 

Outro destaque ocupado por Spix, é o lugar de primeiro zoólogo a explorar a região amazônica! 

Fato é que o trabalho do naturalista chega a ser influente a ponto de, nos dias atuais, pesquisadores ainda seguirem seus passos

Um exemplo é o professor Willi Bolle, que em 2017 refez alguns de seus trajetos. Em suas observações, o professor perceber que apesar de ter encontrado regiões preservadas pelo caminho, a verdade está escancarada: muita coisa mudou, desde a visita do naturalista. 
Série Naturalistas - Johann Spix

Essa constatação chama nossa atenção para a urgência de investirmos em modelos de produção alternativos, que sejam menos danosos ao meio ambiente, e na conservação da biodiversidade brasileira, antes que seja tarde demais.

Deixando admiradores de seu trabalho por todo caminho, Johann faleceu poucos anos depois (1826), aos 45 anos. Alguns estudos póstumos ainda puderam ser publicados, com base em suas anotações e registros.


                                                                                                                             
                                                                                                                             Texto de Isabella Azevedo

Lorem ipsum dolor,sit amet consectetur adipisicing elit.

Referências:

> Johann Baptist von Spix. Disponívele em: <http://mapa.an.gov.br/index.php/publicacoes/70-assuntos/producao/publicacoes-2/biografias/403-johann-baptist-von-spix>. Acesso em: abril de 2021.

> Johann Baptist von Spix: o cientista que desbravou o Brasil. Disponível em: <https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2021-02/johann-baptiste-von-spix>. Acesso em: abril de 2021.

> Johann B. von Spix: narrativas e imagens. Disponível em: <http://www.revistahcsm.coc.fiocruz.br/johann-b-von-spix-narrativas-e-imagens/>. Acesso em: abril de 2021.

> Obra de Spix e Martius serve de alerta 200 anos depois. Disponível em: <https://www.dw.com/pt-br/obra-de-spix-e-martius-serve-de-alerta-200-anos-depois/a-49867472>. Acesso em: abril de 2021.


Créditos das figuras:

Figura 1
> "Engraving of Johann Baptist von Spix. Johann Baptist von Spix (February 9, 1781 in Höchstadt an der Aisch - March 14, 1826 in München) was a German naturalist and zoologist." by Hanfstaengl. Domínio Público.

Figura 2
"The first page of the book Reise in Brasilien, which was scanned in Brazil in the Martius Staten Institut" by Jujulemos. Domínio Público.

Figura 3
> "Spixara" by MichaelSchoenitzer. Domínio Público.

Figura 4
> "Orignial-Dateien der Digitalisierung von Spix' Reiseatlas (1823-1831 Reise in Brasilien auf Befehl Sr. Majestät Maximilian Joseph I. König von Baiern in den Jahren 1817-1820 gemacht und beschrieben - Atlas)" by Johann Baptist von Spix, Carl Friedrich Philipp von Martius. Domínio Público.

Figura 5
> "Orignial-Dateien der Digitalisierung von Spix' Reiseatlas (1823-1831 Reise in Brasilien auf Befehl Sr. Majestät Maximilian Joseph I. König von Baiern in den Jahren 1817-1820 gemacht und beschrieben - Atlas)" by Johann Baptist von Spix, Carl Friedrich Philipp von Martius. Domínio Público.

Figura 6
> "File:Spixara.jpg" by The original uploader was Robert01 at German Wikipedia. (Original text: Robert01) is licensed under CC BY-SA 2.0

QUEREMOS OUVIR DE VOCÊ

1
Clique em "Curtir" e seja notificado sobre nossas novidades
2
Inscreva-se e seja notificado quando postarmos mais vídeos
3
Deixe sua dúvida ou comentário!